A imagem mostra um protetor solar biobase FPS 60 em gel.

Qual a diferença entre protetor solar filtro 30 e 50?

Durante o verão as pessoas costumam usar mais protetor solar e muitas investem em produtos com maior fator de proteção, mas será que isso é necessário? Hoje vamos desvendar as diferenças entre os fatores de proteção solar e o que realmente é necessário observar no momento de comprar o seu.

Entretanto, é sempre importante orientar que você procure um dermatologista para entender qual é o seu tipo de pele e qual é o fator de proteção adequada. A visita ao médico dermatologista também é indicada para verificação de pintas e manchas.

Isso é essencial para identificação precoce do câncer de pele. Principalmente, se você se expõe com frequência ao sol, já que 90% dos casos de câncer de pele estão relacionados a essa exposição.

Além de causar o câncer de pele, o sol também causa 85% do envelhecimento precoce da pele do rosto, sem falar nas manchas, rugas e linhas de expressão! Outro ponto, que torna o uso do protetor solar facial essencial, é que o efeito do sol na pele, é cumulativo.

 

O que significa proteção UVB e UVA?

Sabemos que no momento de escolher um protetor solar corporal ou um protetor solar para o rosto, devemos ficar atentos a essas duas proteções. Mas, você sabe a diferença entre elas?

Ambos são raios ultravioletas emitidos pelo sol que são nocivos à nossa saúde.

Os raios UVA, são os que mais afetam nossa saúde, eles estão presentes mesmo em dias nublados o com chuva. Nos primeiros raios solares ele já está presente e pode penetrar profundamente na pele. Causando envelhecimento precoce, manchas, alergias e o câncer de pele.

Já os raios UVB, penetram superficialmente na pele, mas causam sensação de ardência, vermelhidão e queimaduras de sol, comuns nos dias mais quentes. Representam apenas 5% da radiação solar e seus efeitos se potencializam após as 9 horas da manhã e se estendem até as 16 horas.

Para se ter uma ideia da gravidade dos raios UVB, cinco queimaduras solares durante o período de uma década, aumenta em até três vezes os riscos de câncer de pele. Assim, quando for comprar seu kit de protetor solar, não se esqueça de observar se ele oferece proteção para ambos os raios.

Além de usar o melhor protetor solar, é importante usar chapéus, óculos de sol e se possível, camisetas de mangas longas quando for se expor ao sol.

A imagem mostra um protetor solar biobase FPS 60 em gel.

Como escolher um protetor solar adequado para a minha pele?

No mercado existe uma infinidade de protetores solares na prateleira, mas, como escolher o melhor para sua pele? Vamos às dicas!

O melhor protetor solar para pele oleosa precisa ter toque seco e pouca gordura na composição. Por isso, quem tem esse tipo de pele deve fugir dos cremosos, deve preferir o protetor solar em gel ou fluido.

Agora quando falamos em crianças, o ideal é que elas usem os protetores solares recomendados de acordo com a idade. Bebê, deve usar protetor solar para bebê ou protetor solar baby, crianças maiores devem usar o protetor solar infantil ou o protetor solar kids.

O processo de fabricação desses produtos é diferente dos destinados aos adultos, eles usam substâncias para criar uma barreira física e não química como no produto destinado aos adultos. Além disso, os produtos são mais suaves para evitar alergias.

Entretanto, quando pensamos no melhor protetor solar para o rosto, além de pensar no fator de proteção, é interessante pensar na barreira física. Para isso, é recomendado o uso do protetor solar com base. Esse produto, além de proteger contra os raios UVA e UVB, protege nossa pele das luzes emitidas pelas telas.

Essas luzes estimulam a produção de radicais livres e melanina, o que acelera o processo de envelhecimento e contribui para o surgimento de manchas. Então, opte por um protetor solar com cor.

Quem tem pele oleosa pode optar por um protetor solar com cor para pele oleosa, mas é essencial observar a textura do produto.

 

Qual é a diferença entre os fatores de proteção solar?

Agora vamos entender mais sobre os fatores de proteção solar, qual é a diferença entre eles? Independente da cor da sua pele, o fator de proteção solar mínimo exigido é o FPS 30. Fatores de proteção inferiores a esse, não protege sua pele do câncer e nem do envelhecimento precoce.

Basicamente, a diferença entre o protetor solar fator 50, o protetor solar fator 70 e os demais, é o tempo de proteção. Um fator de proteção solar 50, protege sua pele por um período 20 vezes maior que o fator de proteção 30.

Pessoas de pele clara, a indicação é o protetor com fator de proteção solar 50. O fator 70, é melhor para pele com queimadura, em tratamento contra o melanoma ou que são extremamente sensíveis e se queimam com muita facilidade.

Outros tons de pele, o fator de proteção 30, é o mais indicado. Mas, qual é o melhor protetor solar? Como já referimos, só um médico dermatologista pode indicar isso, pois dependerá de vários fatores que precisam ser avaliados!